sábado, 18 de outubro de 2008

O tricot chegou à cozinha


Pela primeira vez fiz algo em tricot para a cozinha e não foi para uma cozinha qualquer, foi para a cozinha da recém inaugurada casa da minha amiga C. Após um longo, longuíssimo período de obras onde tudo aconteceu desde um trabalhador cair pelo pavimento até à casa da vizinha de baixo, a trabalhadores bêbados, ou mesmo empreiteiros que abandonaram a obra, finalmente a casa ficou pronta a habitar e está muito bonita.
Longe de fazer coisas que não servem para nada, achei que umas pegas são sempre úteis e até já tinha encontrado umas receitas que há muito me piscavam o olho.

Inspirada pelas cores do pavimento em mosaico hidráulico, surge isto:




Receita: Ballband Dishcloth de Kay Gardiner and Ann Shayne
Fio: Schachenmayr nomotta . Punto
Agulhas: 3,5 mm
Dificuldade: Fácil, fácil, facílimo
Satisfação: Altíssima

A execução deste ponto é muito simples e engraçada. Quando olhava para as imagens de trabalhos já concluídos, imaginava que deveria ser um quebra cabeças. Quando li a receita e comecei a experimentar fiquei verdadeiramente surpreendida com a simplicidade da execução e o efeito tão elaborado.


Visto do avesso



E como por vezes falar de tricot parece falar de cozinha, ficam umas imagens do que neste momento ando a cozinhar para a minha cozinha.




Continuo ainda em fase de remates das restantes peças.

3 comentários:

Celina disse...

Lindo! Já conhecia o ponto da primeira pega mas ainda não experimentei, o resultado é giríssimo mas não fazia ideia que fosse tão fácil... assim até dá vontade de fazer. As cores resultaram muito bem. Em relação ao segundo, esse ponto acho que ainda supera o primeiro, tem um efeito mesmo engraçado. Mais uma vez adoro a combinação de cores. Dá para partilhar o ponto ou a fonte da receita depois?
Beijinhos

cardos disse...

Olá Celina!
Obrigada pelo teu comentário, aliás pelos teus comentários sempre tão simpáticos e encorajadores. Experimenta fazer este ponto, vais ver que vais gostar. O segundo ponto é igualmente simples e também gratuito. Quero colocar-lo aqui no blog assim que tiver a pega pronta e fizer a produção fotográfica adequada, pode ser?
Beijinhos

Path Pimentinha disse...

Olá!
Acompanho diariamente o seu blog. Parabéns por tudo!
Gostaria de saber se existe essa receita traduzida para o português, porque vi que existem umas coisas que não consigo traduzir.
Se houver, por favor me indique!
pathfranko@gmail.com
Obrigadíssima.